Comentários e Indicados ao Oscar 2014

Divulgados hoje pela presidente da academia Oscar Isaac Bone e Chris Hemsworth, os indicados ao Oscar 2014 revelou uma força enorme de dois filmes: "Gravidade" e "Trapaça" com dez indicações cada um. Felizmente, suas estrelas também o representam com indicações para os quatro principais de "Trapaça" e uma indicação para Sandra Bullock pelo seu excelente trabalho em "Gravidade". 
Os vencedores serão divulgados no dia 03 de Março com apresentação de Ellen DeGeneres e transmitido para o Brasil pela TNT e TBS, com o Tapete Vermelho no E! a partir das 21 horas.
Confira os indicados e os meus favoritos em vermelho, lembrando que eu posso torcer, mas sei que há profissionais mais fortes naquela categoria, como Cate Blanchett em Melhor Atriz

Melhor Filme:
Trapaça
Capitão Phillips
Dallas Buyers Club
Gravidade
Ela
Nebraska
Philomena
12 Anos de Escravidão
O Lobo de Wall Street

Melhor Ator:
Christian Bale - Trapaça
Bruce Dern - Nebraska
Leonardo DiCaprio - O Lobo de Wall Street
Chiwetel Ejiofor - 12 Anos de Escravidão
Matthew McConaughey - Dallas Buyers Club

Melhor Atriz: (se pudesse assinalava a categoria toda)
Amy Adams - Trapaça
Cate Blanchett - Blue Jasmine
Sandra Bullock - Gravidade
Judi Dench - Philomena
Meryl Streep - Álbum de Família

Melhor Ator Coadjuvante:
Barkhadi Abdi - Capitão Phillips
Bradley Cooper - Trapaça
Michael Fassbender - 12 Anos de Escravidão
Jonah Hill - O Lobo de Wall Street
Jared Leto - Dallas Buyers Club

Melhor Atriz Coadjuvante:
Sally Hawkins - Blue Jasmine
Jennifer Lawrence - Trapaça
Lupita Nyong'o - 12 Anos de Escravidão
Julia Roberts - Álbum de Família
June Squibb - Nebraska

Melhor Animação:
Os Croods
Meu Malvado Favorito 2
Ernest & Celestine
Frozen - Uma Aventura Congelante
The Wind Rises

Melhor Filme Estrangeiro:
The Broken Circle Breakdown - Bulgária
A Grande Beleza - Itália
A Caça - Dinamarca
The Missing Picture - Camboja
Omar - Palestina

Melhor Diretor:
David O. Russell - Trapaça
Alfonso Cuarón - Gravidade
Alexander Payne - Nebraska
Steve McQueen - 12 Anos de Escravidão
Martin Scorsese - O Lobo de Wall Street

Melhor Roteiro Original:
Trapaça
Blue Jasmine
Dallas Buyers Club
Ela
Nebraska

Melhor Roteiro Adaptado:
Antes da Meia-Noite
Capitão Phillips
Philomena
12 Anos de Escravidão
O Lobo de Wall Street

Melhor Documentário:
The Act Of Killing
Cutie and the Boxer
Dirty Wars
The Square
20 Feet From Stardoom

Melhor Fotografia:
O Grande Mestre
Gravidade
Inside Llewin Davis - Balada de Um Homem Comum
Nebraska
Os Suspeitos

Melhor Figurino:
Trapaça
O Grande Mestre
O Grande Gatsby
The Invisible Woman
12 Anos de Escravidão

Melhor Edição:
Trapaça
Capitão Phillips
Dallas Buyers Club
Gravidade
12 Anos de Escravidão

Melhor Maquiagem e Penteado:
Dallas Buyers Club
Vovô Sem Vergonha
O Cavaleiro Solitário

Melhor Trilha Sonora Original:
A Menina Que Roubava Livros
Gravidade
Ela
Philomena
Walt nos Bastidores de Mary Poppins

Melhor Canção Original:
"Alone Yet Not Alone" - Alone Yet Not Alone
"Happy" - Meu Malvado Favorito 2
"Let It Go" - Frozen - Uma Aventura Congelante
"The Moon Song" - Ela
"Ordinary Love" - Mandela: A Long Walk To Freedom

Melhor Direção de Arte:
Trapaça
Gravidade
O Grande Gatsby
Ela
12 Anos de Escravidão

Melhor Edição de Som:
All Is Lost
Capitão Phillips
Gravidade
O Hobbit: A Desolação de Smaug
O Grande Herói

Melhor Mixagem de Som:
Capitão Phillips
Gravidade
O Hobbit: A Desolação de Smaug
Inside Llewin Davis - Balada de Um Homem Comum
O Grande Herói

Melhores Efeitos Visuais:
Gravidade
O Hobbit: A Desolação de Smaug
Homem de Ferro 3
O Cavaleiro Solitário
Star Trek - Além da Escuridão

Melhor Documentário em Curta Metragem:
CaveDigger
Facing Fear
Karama Has No Walls
The Lady In Number 6: Music Saved My Life
Prison Terminal: The Last Days of Private Jack Hall

Melhor Animação em Curta Metragem:
Feral
Get a Horse!
Mr. Hublot
Possessions
Room on the Broom

Melhor Curta Metragem

Aquel No Era Yo (That Wasn't Me)
Avant Que De Tout Perdre (Just Before Losing Everything)

Helium
Pitääkö Mun Kaikki Hoitaa? (Do I Have to Take Care of Everything?)
The Voorman Problem

Comentários: Como neste ano eu assisti praticamente todos os indicados, vou fazer uma análise por categoria, então se por exemplo você quiser saber o que eu achei sobre os indicados de Melhor Figurino, a categoria estará sinalizada em negrito neste texto.
Melhor Filme é sempre uma categoria que causa polêmica por não reconhecer tão filme ou exagerar na indicação de outros, mas diferentemente do ano passado as indicações neste ano foram mais democráticas. Concordo com todas as indicações nesta categoria, mas vejo que uma indicação para "Walt nos Bastidores de Mary Poppins" ou "Inside Llewin Davis - Uma Balada de Um Homem Comum" eram, no mínimo, merecidas pelo nível técnico da produção, excelência na direção e no roteiro, além das performances de seus protagonistas. 
Melhor Diretor causou O problema no ano passado pela não indicação de Kathryn Bigelow (não me preocupo com Ben Affleck), mas neste ano até que as coisas foram boas, se não fosse pela falta de uma indicação a Paul Greengrass pelo seu excelente trabalho na direção de "Capitão Phillips". É claro que com essa ausência fica mais fácil para a academia (e o sindicato) escolherem Alfonso Cuarón, que foi o melhor diretor de 2013. 
Melhor Ator é uma das categorias mais problemáticas deste ano, visto que duas das melhores performances de 2013 ficaram de fora - Tom Hanks pela sua performance em "Capitão Phillips" e Robert Redford em "All Is Lost" realmente fizeram trabalhos que justificam serem chamados de ícones, o problema é apontar quem são os atores que mereciam menos, porque olhando para uma lista como essa, é complicado escolher o ator que vai receber a minha torcida, imagina quem não merecia estar ali. Melhor Atriz no ano passado foi uma bagunça, porque a pequena Wallis não era para estar na corrida para nada, quanto mais uma indicação. No entanto, num dos anos mais concorridos vemos aquelas que realmente se destacam, mas eu acredito que neste ano poderíamos ter visto 06 indicadas, pois deixar Emma Thompson de fora é uma heresia quase tão grande quanto deixar Meryl Streep fora de algum prêmio (permitam-me a minha tietagem), pois para quem teve a oportunidade de assistir o filme (me recuso a escrever aquele título medonho novamente) sabe o excelente trabalho que Emma fez e deixa-la de fora esse ano é sinal da preguiça que a academia tem de reconhecer todos os trabalhos no ano. Melhor Ator Coadjuvante possui apenas um problema - a falta de uma indicação para Tom Hanks por sua interpretação como Walt Disney em "Walt nos Bastidores de Mary Poppins". 
Melhor Atriz Coadjuvante esta é outra categoria bastante problemática, porque o sindicato fez uma lista, o Globo de Ouro fez outra e os Critic's fez outra, ou seja, tínhamos três atrizes concorrendo por uma vaga  e Sally Hawkins acabou levando a melhor com um trabalho excelente (não tanto quanto Cate Blanchett), mas a falta de Oprah Winfrey pelo seu trabalho em "O Mordomo da Casa Branca" me deixou bastante triste, visto que nossa querida apresentadora (e bilionária) não atuava a alguns anos e agora volta com uma performance não só de força como muito sensível. É uma pena. 
Melhor Animação é uma coisa que todo o ano me irrita por causa de uma coisa: Disney. Porque se você for ver, a produtora ganha o Oscar nessa categoria a anos, e neste infelizmente será a mesma coisa com "Frozen", um filme que mesmo tendo seus méritos, da-me dúvidas se deveria estar indicado, porque se tem alguém que merecia a indicação (e não recebeu) foi "Universidade Monstros" que mesmo sendo da Disney, é muito mais superior que os congelados de "Frozen". 
Melhor Roteiro esqueceu de alguns indicados, entre eles "À Procura da Felicidade" que merecia esta indicação pelo excelente trabalho de estreia de Nicole Holofcener, que compôs os personagens e uma narrativa de uma maneira nunca vista antes numa estreante. Além dela, o roteiro dos irmãos Coen para "Inside Llewin Davis" que desenvolveram uma ideia e uma narrativa no modo como sempre fazem "maduramente" divertido mereciam a lembrança.
Melhor Roteiro Adaptado me revoltou pelo seguinte motivo - porque o sindicato havia classificado o roteiro de John Ridley como ilegível e agora o Oscar o indica, sinceramente não sei o que pensar. Tracy  Letts pode ser classificado como um dos mais injustiçados do dia com a falta de uma indicação para o seu excelente trabalho ao adaptar sua própria peça  - "Álbum de Família". Além dele, Peter Berg pelo seu trabalho com "O Grande Herói" também era digno de uma lembrança.
Melhor Fotografia não possuiu problemas, apenas acertos.
Melhor Figurino pecou ao escolher filmes mais fáceis para indicar, porque a falta de uma indicacão para "Blue Jasmine" e "Oz: Mágico e Poderoso" é realmente algo bastante estranho visto as excelências que vimos nas telas, vejo que a indicação de "O Grande Mestre" é para justificar a falta da indicação do filme para Melhor Filme Estranegeiro e "12 Anos de Escravidão" para dar mais algumas indicações para o filme, já que quase ninguém se importa com as categorias técnicas.
Melhor Documentário me deixou bastante feliz por dois motivos: o primeiro é por causa da indicação de "The Act Of Killing" que é realmente um longa muito interessante e bem feito, também ver o Netflix colocando uma produção original indicada - "The Square".
Melhor Edição não demonstrou problemas, mesmo que a falta de uma indicação para "Nebraska" tenha me deixado um pouco entediado e contrariado.
Melhor Filme Estrangeiro não apresentou problemas, visto que aqueles que realmente mereciam ser indicados já estavam mortos antes mesmo das indicações serem divulgadas.
Melhor Maquiagem e Penteado foi outra categoria, que assim como a de melhor figurino, escolheu indicar aqueles mais fáceis, porque mesmo adorado "Dallas" não vejo nada de excepcional na maquiagem e penteado do filme, e o que aqueles outros dois indicados fazem lá? Os mais certos nesta categoria seriam "Jogos Vorazes: Em Chamas", "Rush - No Limite da Emoção" e "O Hobbit: A Desolação de Smaug", mas você já sabe o que acontece quando a academia não gosta muito de um determinado filme.
Melhor Trilha Sonora me confundiu bastante, porque uma das melhores do ano sequer recebeu uma indicação, "All Is Lost" tinha não só capacidade de ser indicada, como também de ganhar. Além disso, faltou uma indicação para o excelente trabalho feito em "Mandela: A Long Walk To Freedom".
Melhor Direção de Arte teve uns indicados bastante interessantes (e versáteis, do futuro com "Ela" para o passado com "12 Anos de Escravidão), mas a falta de indicações para "Oz: Mágico e Poderoso" e "O Mordomo da Casa Branca" não poderiam ter ficado de fora.
Melhor Efeitos Visuais me surpreendeu ao reconhecer "O Cavaleiro Solitário", porque mesmo tendo algumas merecidas indicações ao Framboesa de Ouro o filme teve seus méritos. Mas eles não foram na maquiagem e (muito menos) nos efeitos visuais, pois esta vaga tinha que ter ficado com "Círculo de Fogo".

Filmes Esnobados que Mereciam Ter Entrado Este Ano:
O Mordomo da Casa Branca
Walt nos Bastidores de Mary Poppins
Rush - No Limite da Emoção
All Is Lost
Oz: Mágico e Poderoso

0 comments: