Análise: "Cinquenta Tons de Cinza" para 2015. Uma boa manobra?


Você provavelmente já deve estar farto dessas minhas análises que falam mal de um livro que eu nem li ainda, mas meus leitores saibam que eu adoro dar uma opinião em tudo, mesmo que eu não publique aqui no blog. Agora, depois de falar da excelente estratégia de marketing feita por Charlie Hunnam a abandonar o filme a algumas semanas atrás, vamos discutir então outra grande manobra feita pela Focus Features/Universal ao mandar o filme para 2015.
Como você ja deve bem saber o Oscar de 2014 será em março, porque nem a academia e nem a ABC (canal que transmite a premiação para os EUA) querem competir com a cobertura das Olimpíadas de Inverno (da NBC e da CBS) que ocorrem entre os dias 07 e 23 de fevereiro, ou seja, mais uma grande estratégia da academia que não só tenta atrair mais público, como também um mais jovem. Estratégia iniciada este ano com a escolha de Seth MacFarlane do ano que vem com Ellen DeGeneres.
Muito bem, dado um exemplo bastante comum do que acontece para fugir das competições esportivas, a Focus Features/Universal fez o mesmo com a data de "Cinquenta Tons de Cinza", porque vale lembrar que a Copa do Mundo do Brasil ocorrerá de 12 de junho à 13 de julho, e mesmo que os americanos não se interessem muito por futebol, o público que o filme precisa atrair é de homens e como você deve bem saber, esse público não só acha livro bastante ruim, como não vai comparecer com suas esposas já que teriam a desculpa de assistir e discutir a Copa do Mundo.
Outro problema era de estrear no mesmo final de semana que "Guardiões da Galáxia" filme que mesmo podendo ser um dos maiores fracassos de 2014, gerará muitos comentários entre os HOMENS, porque mulheres não gostam de ficcão científica e quadrinhos, certo?
Agora, com data marcada para 13 de fevereiro de 2015, pegando não só o feriado de São Valentin (dia dos namorados nos EUA) como também o do dia do presidente, transformando o final de semana de três dias (sexta, sábado e domingo), em quatro dias (sexta, sábado, domingo e segunda), o filme tem grandes chances de fazer uma bilheteria interessante, porque fevereiro não é só o mês que divide os filmes de baixa qualidade de janeiro entre os filmes de alta bilheteria da temporada pré-Summer Season, como também é um mês que mais gera sequências para anos futuros, conquista que o filme é obrigado conquistar se quiser adaptar seus três livros aos cinemas.
Não esquecendo também que para esta data, já estão programados: mais uma nova adaptação dos livros de Nicholas Sparks - "Uma Longa Jornada" e "Bob Esponja Calça Quadrada 2".
Concorda? Discorda que é uma boa ideia? Então comente.

0 comments: