"Wadjda" escolhido para representar Arábia Saudita no Oscar 2014


Essa notícia pode parecer um pouco exótico de se dar, porque há outros países mais importantes e com economias mais significativas definindo seus representantes do que a Arábia Saudita, mas acredito que se você soubesse o porquê que transmito essa notícia a vocês certamente não estariam julgando o livro pela capa. "Wadjda" marca não só a primeira vez que um filme foi rodado inteiramente na Arábia Saudita, como também foi o primeiro filme do país a ser feito por uma mulher, a cineasta Haifaa Al Mansour. E agora, o filme foi selecionado pelo país para concorrer no Oscar 2014 de Melhor Filme em Língua Estrangeira.

O sultão Al Bazie, o comandante do Associação de Cultura e Artes Árabe-Saudita, e comandante do comitê selecionador, disse que "Nós estamos muito orgulhosos que o filme tenha autenticidade em representar nosso país e nossa cultura, e nós estamos agradecidos em ver os temas e as histórias que filme contará para as audiências bem além dos nossos padrões e fronteiras." 
Produzido pela Rotana Studios, o filme estreou no Festival de Veneza no ano passado. Al Mansour explicou que algumas vezes ela ficou renegada a dirigir o filme por telefone, porque as leis do país não autorizavam que homens e mulheres fossem vistos juntos na rua.
Depois de Veneza, o filme também foi exibido em Telluride, Palm Springs, London, Tribeca e LA Film Festival entre outros.
Lembrando que o mesmo aconteceu com Gana no ano passado, que teve pela primeira vez um filme selecionado para concorrer ao Oscar.
Fonte: Deadline

0 comments: