Entetainament One adquire direitos de "Diana" nos EUA

A produtora Entertainment One adquiriu os direitos de exibição de "Diana" nos EUA. O drama dirigido por Oliver Hirschbiegel fala sobre o romance secreto da Princesa Diana teve antes de morrer tragicamente. Com Naomi Watts como Diana, o filme foi uma das principais aquisições do Festival de Cannes, até porque, a eOne (como é abreviado Entertainament One) também obteve os direitos de exibição do filme no Reino Unido, Canada e Espanha, sendo que nos EUA será o principal trunfo da produtora para o Oscar ano que vem.

"Estamos muito felizes em trazer Diana de Cannes para casa," disse Dylan Wiley, o Vice Presidente de Marketing e Distribuição da eOne Films Estados Unidos. ""Diana" vai dar ao público ao redor do mundo, uma chance de não só se apaixonar de novo pela princesa, mas também a chance de descobrir uma parte da sua vida, que até então não estava sob o olhar do público. E só Naomi Watts poderia trazer um ícone tão moderno a vida, numa performace verdadeiramente bonita e sincera"
O filme foi primeiramente exibido a compradores quarta feira passada, no exato momento em que sete minutos do filme "Philomena" com Judi Dench e Steve Coogan era exibido. A compra do filme foi uma batalha entre a Entertainament One e a Weinstein Company, que hoje possui o catálogo mais poderoso de filmes que devem vencer o Oscar de melhor atriz ano que vem como Judi Dench em "Philomena", Meryl Streep e Julia Roberts em "August: Osage County", Oprah Winfrey em "The Butler" e Nicole Kidman em "Grace Of Monaco".
O negócio coloca a eOne, numa chamada "powerhouse" (casa de força) no Canadá, Reino Unido e Espanha apartir de agora. No seu catálogo, a produtora possui "A Late Quartet" de Philip Seymour Hoffman, "We Are What We Are" (exibido em Cannes) de Jim Mickle, "Crime de Amor" de Brian de Palma e "Twice Born" de Sergio Castellitto.
"Isso é um crescimento natural, e com esse anúncio, nós queremos continuar nossa caminhada de aquisições para um alto nível de realizadores," disse Wiley ao Deadline.
Fonte: Deadline

0 comments: