"Django Livre" é retirado de cartaz na China

Os mercados orientais são sempre os últimos a serem abertos, pois segundo diz a lenda eles possuem o poder de diminuir o fracasso de alguns e aumentar o sucesso de outros, assim como foi com "As Aventuras de Pi" na Índia, que levantou até a arrecadação interma dos EUA e "Missão: Impossível 4 Protocolo Fantasma" que arrecadou mais de 100 milhões de dólares na China.

Mas especialmente na China, os filmes americanos passam por uma séries de análises e burocracia desnecessária, no entanto a China surpreendeu Hollywood, ao autorizar a entrada de "Django Livre" no seu território, porque além de racista o filme é extremamente violento.
Devido a isso, até mesmo Quentin Tarantino (diretor e roteirista do filme) resolveu dar uma ajudinha e fez uma edição especial de "Django Livre" para o mercado chinês, ou seja, cortou algumas cenas.
Mas agora, a Sony Pictures (que cuida da distribuição do filme mundo a fora) quer saber, porque "Django Livre" foi tirado de cartaz no primeiro dia de exibição. O porta voz do estúdio, Steve Elzer disse que "Nós lamentamos muito que "Django Livre" tenha sido removido dos cinemas e que esteja passando pelos problemas de depender de uma decisão das autoridades chinesas de quando elas vão remarcar sua estreia".
Em alguns cinemas, as exibições foram cortadas depois de apenas um minuto de exibição, que ao ser interrompido viu-se o anuncio que "por razões técnicas...por tempo indeterminado," de acordo com notícias vinculadas nos cinemas locais.
Todos nós sabemos que a China tem uma política muito arbitrária quanto ao lançamento de filmes com conteúdo sexual e questões políticas, e também limita que produções Hollywoodianas cheguem no país para que a indústria local seja mais bem investida e apreciada. "Django Livre" seria o primeiro lançamento comercial de Quentin Tarantino na China, porque será?
Seria uma resposta política a crise das Coréias? Ou será mais uma amostra que o regime comunista na China não funciona mais? Até porque, acredito que neste momento há milhares de chineses que ja baixaram o filme pela internet e ja assistiram, mesmo o governo dizendo que não.

0 comments: