Obsessão

Lee Daniels emocionou muita gente com "Preciosa - Uma História Sobre Esperança" e até mesmo a crítica que detona esses tipos de filme deixou-as de joelhos, tanto que foi indicado merecidamente a seis Oscars, vencedor de dois, infelizmente Lee Daniels não repete o feito de emocionar a crítica e conseguir levar tantas indicações com o ótimo "Obsessão", felizmente isso não é culpa dele, e sim dos votantes.

Na história, que foi adaptado da obra de Peter Dexter, vemos Ward James um jornalista do jornal "The Miami Times" que volta para sua cidade natal para investigar e prender o assassino de um xerife corrupto. Com ele, vem Yardley Acheman que também é jornalista, para ajuda-lo com a investigação do assassinato. Além de outra jornalista, a linda e sensual Charlotte Bless, que acaba se juntando ao trio que tentará livrar a cara de Hillary Van Wetter (marido de Charlotte) da acusação do assassinato do tal xerife.
Por mais que a história parece intrigante, sem o elenco que temos aqui, ele não seria nada, principalmente sem a presença de Nicole Kidman e Matthew McConaughey que dão um show a parte. O roteiro escrito por Lee Daniels sabe como tratar de temas difíceis sem ser melodrámatico ou exagerado, criando situações muitas vezes bizarras, mas que no fim resultam no noir muito interessante e penetrante, que conquista até o mais cético e conservador. E se o roteiro é bom, o reflexo cai-se sobre a direção competente de Lee Daniels, que consegue repetir o trabalho que fez ao dirigir "Preciosa", trazendo toda a emoção presente no elenco e no roteiro para quem esta assistindo, provocando o espectador a sentir repulsa, raiva, alegria, agonia e tensão, num thriller excitante, romântico e desafiador, e o melhor disso é que é tudo ao mesmo tempo.
Mas como ja disse acima, sem um bom elenco, o filme não seria o que é. Zac Efron me surpreende para melhor pela primeira vez, isso significa que o ídolo das adolescentes chatas de hoje em dia, pode estar ficando farto de ser mais um rosto bonito e sem talento de Hollywood, se arriscando em filmes difícieis que suas fãs não vão dar nem ao trabalho de olhar, por serem muito tolas e fúteis. Espero que ele continue trabalhando do mesmo jeito que trabalhou aqui, e que os terríveis "A Morte e Vida de Charlie" e "Um Homem de Sorte" tenham sido apenas os delizes que qualquer grande ator tem. Efron, ainda precisa se esforça muito, mas a partir daqui, esta no caminho certo. Matthew McConaughney esta numa fase ótima da carreira, deixando bem claro que ele não vai descansar em quanto não ganhar um Oscar, e se você não acredita que o protagonista de "Como Perder Um Homem Em 10 Dias" quer um Oscar,veja seus últimos trabalhos: "O Poder e a Lei", "Killer Joe - Matador de Aluguel", "Bernie", "Magic Mike" e agora "Obsessão". E como Ward James, ele pode não ser a grande estrela ou ser a grande performance do filme, mas ele sabe como deixar sua marca em cena e sair dela deixando o espectador perplexo com o que acabou de assistir. Ainda não sei porque me preocupo com John Cusack ou dou espaço nesta crítica para falar dele, mas como ele tem alguma relevância aqui, não custa nada. John Cusack fez um trabalho desastroso em "O Corvo" e em "A Ressaca", mas aqui ele não esta um desastre como antes, já evoluiu, agora esta apenas ruim, e o que ajuda a deixa-lo com uma cara de bom ator, é o resto do elenco, porque ele continua sendo um ator ruim. Macy Gray esta de tirar o fôlego, porque além de mostrar seu lado dramático bem apurado, ela é, em certas cenas, o alívio cômico do filme, fazendo rir e chorar em poucas cenas. Mas o filme é de Nicole Kidman, que foi deixada para trás do Oscar sem o menor sentido. Nicole faz uma performace dessas que aparecem uma vez na vida de uma atriz, mesmo que ela tenha arrasado em "Segredos de Sangue", é ótimo ve-la assim pois isso mostra um novo rumo que a carreira da atriz toma. Ela deveria sim, ter sido reconhecida numa das melhores performaces de sua carreira.
Posso estar exagerando, mas estou convicto que "The Paperboy" foi um dos melhores filmes de 2012, assim como "Preciosa" foi no seu ano. Mesmo que a ignorância da população lembre apenas do filme que "A Nicole Kidman mijou no Zac Efron", acredite ja escutei isso. Que venha "O Mordomo da Casa Branca".
Nota: 9,0

0 comments: