Django Livre

Para quem teve a mesma oportunidade que eu de comprar o roteiro de "Bastardos Inglórios" em forma de livro, sabe o quão bom aquele roteito era, só não era melhor infelizmente que o roteiro escrito por Mark Boal para a "Guerra ao Terror" e neste ano, a disputa pelo Oscar hoje sera justamente entre Mark Boal e Quentin Tarantino,porque desta vez os roteiros (com ênfase para "A Hora Mais Escura") estão brilhantementes escritos, melhores ou quase melhores que os apresentados em 2009.
Na história de "Django Livre", que assim como "Bravura Indômita" não é uma refilmagem do classico de western do passado, o escravo Django, que é libertado da forma mais infame possível por um caçador de recompensas que se traveste de dentista para não ser reconhecido. Sendo assim, eles partem numa aventura heróica pelos Estados Unidos pré-Guerra Civil para capturar alguns bandidos que estão com a cabeça a prêmio. Mas quando eles cumprem a missão, Django e o Dr. King Schultz montam em seus cavalos para irem a procura da esposa escrava de Django, que hoje, esta em poder de Calvin Candy.
Os roteiros de Quentin Tarantino sempre possuem temáticas ou eventos que envergonham a sociedade e a história, como a Segunda Guerra Mundial em "Bastardos Inglórios" e agora a escravidão nos EUA, que ironicamente é falado num ano que "Lincoln" também discute a escravidão, mas diferentemente de "Django Livre", num tom mais de denuncia. Enquanto Tarantino deixa as discussões para filmes históricos, seu filme entretem muito mais que um filme bem produzido sobre história. Aqui, Tarantino recoloca sua famosa marca do sangue sendo espalhadao para tudo que é lado, mas mesmo essa marca sendo antiga, ele sempre consegue inova-la,coloca uma trilha sonora ali, mais um pouco de maquiagem la e pronto, tudo parece novo de novo, e  é só Quentin Tarantino para fazer e refazer isso com tanta maestria.
Sempre escalando bons atores, Tarantino sabe os atores certos para fazer determinados papeis, desde a diabólica Mélanie Laurent de "Bastardos Inglórios" até uma Uma Thurman assassina de "Kill Bill". E aqui, não é diferente. Jamie Foxx da sinais de melhora depois de dois personagens plastificados e caricatos em "Quero Matar Meu Chefe" e "Um Parto de Viagem". Na pele de Django, Jamie faz merecer seu Oscar por "Ray". Sendo que apartir de agora, queremos ver sempre performaces como essa de um ator que pode fazer muita coisa boa ainda. Christoph Waltz confirma a teoria que só Quentin Tarantino sabe faze-lo trabalhar, porque ver esse incrível ator vencer seu merecido Oscar por "Bastardos Inglórios" e depois ve-lo fazer um vilão terrivelmente mal escrito em "O Besouro Verde" e "Os Três Mosqueteiros" é de fazer qualquer fã se entristecer. Porém, o mais importante é que aqui, ele entrega uma performace quase tão boa quanto aquela do sargento nazista de "Bastardos Inglórios". Se ganhar o Oscar hoje, não me surpreendom, por que todos os indicados nessa categoria merecem ganhar. Leonardo DiCaprio esta muito muito solto em cena, leve e com muita vontade de fazer um bom trabalho, mesmo vindo de um bem executado "J. Edgar". Ele merecia receber sua indicação ao Oscar, que na qual ja esta demorando muito para acontecer. Não é a toa que Kerry Whasington foi eleita uma das mulheres mais sexys de 2012, porque além de ser muito bonita e sexy, Kerry é uma das melhores atrizes de sua geração, capaz de interpretar uma escrava ao mesmo tempo que interpreta uma relações públicas no hit da ABC "Scandal". Kerry é uma atriz completa, e ja deveria estar a tempo na corrida por um Emmy e por um Oscar. Por fim, Samuel L. Jackson é mais que um enfeite para as costas de Leonardo DiCaprio, Samuel é monumento que Hollywood deve reconhecer o mais rápido possível, porque é inconcebível um ator que nos entrega uma performace dessa, não ter ganhado nada pela mesma.
"Django Livre" é um filme excelente, Tarantino é um diretor que sabe como fazer um filme de qualidade,pois as cenas que o sangue é derramado com uma ótima trilha sonora no fundo é simplesmente inesquecível, coisa que só um diretor do calibre de Tarantino para fazer.
Nota: 10 - Excelente

0 comments: