Argo

Não é novidade para ninguém que a carreira de Ben Affleck estava com seus dias contados após o terrível "Sobrevivendo o Natal" que contracenava com James Gandolfini,Catherine O'Hara e Christina Applegate,mas as coisas teriam uma leve melhora quando ele protagonizou "Hollywoodland - Bastidores da Fama" em 2006 ao lado de Adrien Brody e Diane Lane,porém foi em "Intrigas de Estado" que Ben Affleck disse ao mundo que retornaria aos tempos áureos de "Gênio Indomável". E fez o que prometou, porque "Intrigas de Estado" foi um dos melhores filmes de 2009. Apartir daí ele não pararia mais: foi protagonista do bom "A Grande Virada" com Tomy Lee Jones,dirigiu o excelente "Atração Perigosa" e chegou ao topo com "Argo", um dos melhores filmes da década.
Na revolução iraniana em Teerã no ano de 1980,seis cidadãos americanos fogem para a embaixada canadense com medo de serem reconhecidos e mortos, por estarem na embaixada americana,que mais cedo fora atacada por rebeldes islâmicos. Dando início a uma mega operação entre CIA,Hollywood e o Canadá. Sendo assim,Tony Mendez recebe a difícil tarefa de trazer todos os refugiados,desta vez com nacionalidade canadense,de volta para a américa.
Adaptado do livro de Antonio Mendez e Matt Baglio,a história de "Argo" aconteceu, e felizmente ainda temos gente inteligente e competente para adaptar essas histórias para as telonas. Mas sempre digo que um trabalho dessa magnetude não seria possível se não tivéssemos uma boa equipe,porque mesmo eu adorando filmes políticos, iria criticar essa material se ele não fosse bom. O que felizmente não aconteceu aqui,até porque é muito difícil um filme político ser mal feito,porque pense bem: um filme ruim é feito por gente pouco inteligente e sem nenhuma noção das coisas, ja os filmes bons,são feitos por pessoas inteligentes e super competentes. E quem entende de política (hoje em dia) é uma pessoa inteligente. Por isso, se analisarmos por essa linha de raciocínio, chegaremos na conclusão que Ben Affleck e George Clooney são pessoa muito inteligentes,ja que sem eles esse material não receberia tal atenção e não seria ovacionado,como esta sendo.
A realização de Ben Affleck é de deixar muitos diretores no chinelo, porque além de ter uma evolução incrível desde que fez o ótimo "Atração Perigosa", ele mantém muitas de suas qualidades do seu último trabalho como diretor, presentes aqui,e isso,é o que torna esse material tão especial. Além é claro, do fato que o filme se baseia.
Apesar da direção de Ben Affleck contribuir muito para que o filme seja perpicaz e exímio,o roteiro de Chris Terrio é o que torna o filme tenso,obscuro,eletrizante e emocionante,porque muitos dos filmes hoje em cartaz são bem feitos,isso é inegável,mas ter uma equipe em que a direção se harmoniza com o brilhante roteiro,isso é coisa para poucos,ainda mais na época de Janeiro e início de Fevereiro que Hollywood bombardeia os cinema do mundo todo filmes pouco interessantes e (muito) mau feitos,como é o caso de "Inatividade Paranormal",que loga fará 1 milhão de espectadores.
O elenco não deixa a desejar,até porque, boa parte deles se revela bons atores, mesmo que estejam apenas caracterizados parem darem vida a pessoas reais. Ben Affleck não deixa de ser um bom ator,pelo contrário,porque em "Atração Perigosa" ele estava um pouco contrariado por ser a primeira vez dirigindo a si mesmo,mas aqui,ele se recupera e entrega um atuação que nos remete seus tempos áureos do cinema. Bryan Craston  é um dos melhores atores deste elenco. Ele cosegue se sobressair nas cenas que aparece, e convencer muito como chefe da CIA,só espero que depois que "Breaking Bad" termine este ano,ele não repita esses mesmos personagens,pois ele é um ator que pode,traquilamente,vencer um Oscar,mesmo que ele faça "a cara" desse tipo de personalidade. Alan Arkin é sem duvida um dos melhores atores coadjuvantes do ano,porque são poucos os atores,que com essa idade,conseguem ser tão confiantes e astutos num papel tão difícil como esse. E John Goodman,é quem ajuda Arkin a se soltar em cena,ou seja,eles foram uma dupla com muita química e sintonia em cena. Dentre os interpretes dos refugiados, ao meu ver Kerry Bishé foi a que mais se destacou,pois com o pouco que apareceu, ela se mostra uma atriz de muito talento,e impressiona pela concentração.
"Argo" merece todos os prêmios que recebeu,porque ele é,sem duvida,um dos melhores,se não o melhor,filme do ano.
Aplausos para Ben Affleck e sua equipe.
Note: 10 - Excelente

Clique Para Baixar

0 comments: