A Negociação

Estava muito ansioso para ver esse filme,não por causa da possível indicação de Richard Gere ao Oscar,mas pela curiosidade de ver Susan Sarandon num novo papel e numa nova chance de receber um papel de destaque.Infelizmente,Susan continua com seus papéis pequenos e quase sem nenhuma finalidade,como foi no entediante "O Solteirão",no delicado "Um Olhar no Paraíso" e no familiar "Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme",mas a boa notícia é que mesmo nesses papéis pequenos e simplórios,Susan mostra que não esta para brincadeira.Mas a má notícia é que ela não é reconhecida por essas interpretações,o que provavelmente vai se repetir esse ano, mesmo tendo feito "A Viagem","Jeff e as Armações do Destino" e "A Negociação".
No entanto,Susan não é a única que merece o reconhecimento,Richard Gere também merece todo e qualquer reconhecimento,mas sobre o elenco,falarei mais a baixo.
Neste bom roteiro escrito por Nicholas Jarecki vemos Robert Miller,um importante homem de negócios que aparentemente possui a vida dos sonhos: mulher bonita,dinheiro,filhos bem empregados e educados,dono de uma empresa lucrativa e por ai vai,mas o que você não sabe é que o Sr. Miller possui um affair com uma fracassada parisiense que cisma em ser pintora,mas que numa aventura entre Sr. Miller e Julie (a artista fadada ao fracasso),acaba ocorrendo um acidente e Julia vai a óbito. O que para o investigador/investigador Michael Bryer será uma questão de horna por o culpado na cadeia,que no caso é o Sr. Miller,que fara de tudo para não ser pego,e muito menos levar a empresa para o buraco.
Ficou curioso para saber o que acontece com a família Miller? Quer Saber se o filme terminará do jeito que você esta pensando? Então assista ao filme,simples assim.
Nesta sinopse vemos uma história que pode,muitas vezes,ser considerada batida pelo simples fato de termos dinheiro sujo envolvido e uma história sobre ética e jogos políticos,mas gostaria de lembra-los que num filme desses,o roteiro (por mais competente que seja) depende muito da atuação do seu elenco,assim como "A Dama de Ferro" e "O Homem Que Mudou o Jogo",e (consequentemente) sem a presença de Richard Gere e Susan Sarandon seria impossível esse material ter a qualidade que tem,porque se esse projeto caisse em mãos erradas,"A Negociação" não passaria de mais um filme sem personalidade e sem a menor graça.O que felizmente não acontece, ja que mesmo sendo iniciante,Nicholas Jarecki soube escalar o elenco certo.
Se com o roteiro ele soube como fazer,na direção ele acerta,mas não tão bem quanto o roteiro,porque é clara  tentativa de Nicholas em não tornar o filme um dramalhão sobre dinheiro como Oliver Stone fez com "Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme",mas ele acaba fazendo um filme light demais,ou seja,sem cenas fortes,sem cenas muito carregadas (a única,é uma briga de casal),porque da onde um filme com uma história dessas o personagem título pede leite ou invés de Vodka ou Whiski? Aonde estão as bebidas caras? O humor negro? E o Sangue sendo derramado?
Mas com certeza,o melhor do filme esta em cena,porém com enfoque maior em Richard Gere,que pelo que estou vendo será esquecido pelo Oscar novamente na sua melhor interpretação da carreira,num personagem custruido aos poucos,com uma personalidade forte,uma presença ótima em cena.Com certeza, esse é o papel que Richard precisava para por sua carreira nos eixos novamente,porque mesmo com um bom papel em "Codinome Cassius 7",ele não sai da sua zona de conforto,mas aqui,ele mostra porque deve ser considerado um ator de nome. Tomara que seja indicado na próxima quinta feira. Ja Susan Sarandon se encaixa na fase de Richard,não nas más escolhas,mas de não ser reconhecida pelos seus projetos,como ja falei no início desta postagem essa maravilhosa atriz fez excelentes projetos esse ano,mas não será reconhecida por mero carpicho do sindicato e da academia.Tim Roth melhora muito desde "Lie To Me",mas isso não quer dizer que ele esteja espetacular,ainda precisa melhorar muito para poder se afirmar como um ator de cinema,felizmente ele esta no caminho certo. Quem rouba minha atenção em certas cenas é Brit Marling,que esta no ponto certo para o papel,uma atriz que mostra segurança e confiança em si mesma,sem deixar acanhar-se pela prensença de Richard Gere ou Susan Sarandon,certamente não deixarei de acompanhar seus trabalhos futuros.
Querendo um bom thriller para começar o ano numa boa pilha? "A Negociação" ainda esta em cartaz. Aproveite.
Nota: 9,0

0 comments: